Rua Marquês de Abrantes, 258 - Belém - SP

Entenda como o futuro está na Odontologia Digital

Compartilhe

A Odontologia Digital é, sem dúvida, uma tendência que chegou para ficar. A tecnologia tem invadido laboratórios e consultórios odontológicos, e hoje, as soluções mais modernas já podem ser utilizadas no tratamento odontológico dos pacientes, seja qual for o caso clínico.

Nós, da Chedid Odontológica, acreditamos que os sistemas digitais não apenas facilitam o trabalho de dentistas e protéticos, mas também têm o objetivo de eliminar o desconforto dos pacientes com os métodos convencionais, assim como as diversas visitas ao consultório durante o tratamento, entre outras vantagens.

Quando falamos em Odontologia Digital, é quase impossível não destacar a importância do sistema CAD/CAM (Computer-Aided Design, Computer-Aided Manufacturing) nessa nova realidade. Com ele, o prognóstico ficou mais preciso, as decisões clínicas sobre quais dentes devem ser restaurados ou substituídos ficaram mais seguras e a tranquilidade em determinar o nível de durabilidade funcional e estética de um tratamento também é muito maior. Em resumo: a reabilitação bucal ganhou novas perspectivas.

É preciso ter em mente que trabalhar com Odontologia Digital é atuar em dois mundos distintos: o mundo real (físico) e o mundo virtual (digital). Os pacientes, que pertencem ao mundo real, precisam ser “digitalizados” para que o tratamento tenha início. Esse é o primeiro passo de um processo que pode ser dividido em 3 etapas:

Etapa 1 – Processo de captura das informações: câmeras de foto e vídeo, escâneres intraorais 3D ou de bancada e tomografias computadorizadas são as ferramentas utilizadas para trazer o paciente para “dentro” dos softwares interdisciplinares, ou seja, o dentista faz uma moldagem virtual do paciente.

Etapa 2 – Processo de planejamento em software: após a captura das informações, é momento de projetar/desenhar os aparatos necessários para o tratamento. E não há nada que hoje não possa ser projetado por um software, desde restaurações, lâminas e coroas, até guias cirúrgicos e alinhadores ortodônticos. Já existem softwares específicos para todas as necessidades.

Etapa 3 – Processo de fresagem ou impressão 3D: a partir do momento que temos todos os elementos projetados pelo software, é preciso retornar ao mundo físico e transformar o projeto digital em um produto real, o que pode ser feito através de duas tecnologias diferentes. A fresagem é uma forma subtrativa em que o profissional escolhe um bloco maciço de material (ex.: cerâmica, resina, zircônia etc.) que será colocado na fresadora e reduzido até que reste só o elemento projetado. A impressão 3D é uma forma aditiva, em que o produto é criado sobre um modelo de polímero.

De fato, a tecnologia está a serviço da Odontologia e aqui na Chedid você tem acesso, de perto, a tudo isso.

ÚLTIMAS

NOTÍCIAS

Odontologia digital revoluciona o atendimento aos pacientes

A Odontologia Digital atua de duas formas: no paciente real e no digital. Para iniciar o tratamento, os indivíduos são…
CONTINUE LENDO

Cirurgia guiada em odontologia é realidade na Chedid Odontológica

A cirurgia guiada vem ganhando adesão em consultórios de dentistas e cirurgiões do Brasil e do mundo. Na Chedid, já…
CONTINUE LENDO

O meu organismo pode rejeitar o implante dentário?

Essa é uma pergunta recorrente em quem vai fazer esse tipo de procedimento cirúrgico. Mas antes, precisamos definir o que,…
CONTINUE LENDO