Rua Marquês de Abrantes, 258 - Belém - SP

Curso de Especialização em Ortodontia

OBJETIVO:

Preparar cirurgiões dentistas clínicos para o atendimento ortodôntico dentro de uma técnica moderna, completa e mundialmente reconhecida. O programa proposto é teórico, laboratorial e clínico, dando condições aos alunos de receberem uma formação sólida e experiência clínica.

O programa é dividido em 3 fases

Fase 1: FUNDAMENTAÇÃO DOS CONHECIMENTOS DE DIAGNÓSTICO E MECÂNICA

Nesta fase de fundamentação dos conhecimentos os alunos receberão informações sobre diagnóstico, planejamento ortodôntico, montagem de aparelhos ortodônticos, cefalometria e mecânica ortodôntica de Ricketts. Os módulos serão compostos de aulas teóricas e laboratoriais, sempre visando o melhor aproveitamento para quando iniciar o atendimento dos pacientes.

Fase 2: TEÓRICA E CLÍNICA

Na fase 2 os alunos iniciarão o atendimento clínico monitorados pelos professores, possibilitando a aplicação e aprimoramento dos conhecimentos adquiridos na fase 1. Os planejamentos dos casos sempre serão discutidos em forma de seminários em aula, assim os alunos terão o conhecimento de todos os casos tratados na clínica. Também nesta fase os alunos continuarão com as aulas teóricas e laboratoriais para aprendizado das seqüências mecânicas em cada tipo de maloclusão e mais informações de grande importância para desenvolvimento do diagnóstico, planejamento e tratamento.

Fase 3: AVANÇADA

Nos módulos finais o foco será a excelência no término e contenção dos casos tratados, discutindo e aplicando clinicamente conceitos
modernos de contenção e estabilidade. Os alunos apresentarão os casos tratados na clínica em seminários comprovando a eficácia da mecânica bem como os benefícios funcionais e estéticos trazidos para os pacientes com o tratamento ortodôntico. É nesta fase que os alunos começarão a preparar a monografia que é a dissertação sobre um tema de revelada importância para consolidação do conhecimento.

TRABALHOS DESENVOLVIDOS EM LABORATÓRIO

Colagem/bandagem
Traçados cefalométricos
Determinação do padrão facial (cálculo do Vert)
Planejamento dos tratamentos (VTO)
Construção e ativação dos arcos e dos seccionais
Construção dos aparelhos auxiliares
Construção dos arcos ideais para finalização e noções de dobras individualizadas
Construção dos aparelhos de contenção
Construção dos aparelhos para tratamento das recidivas

PROGRAMA
• Conceito e definição de ortodontia.
• Exame clínico do paciente.
– Exame geral, facial e bucodentário.
– Exame funcional: respiração, mastigação, deglutição e fonação.
• Aparelho estomatognático.
• Documentação dos pacientes e acompanhamento fotográfico.
• Diagnóstico ortodôntico.
– Conceito de diagnóstico.
– Diagnóstico funcional e tipologia facial.
– Diagnóstico da maloclusão dentária.
– Anomalias faciais verticais, transversais e sagitais.
• Diagnóstico e oclusão dentária.
– A erupção dentária.
– Desenvolvimento da oclusão dentária.
– Oclusão normal e maloclusão dentária.
– Classificação das maloclusões dentárias.
– Aspectos cefalométricos da oclusão.
• Etiologia das maloclusões segundo Graber.
• Síndrome da obturação respiratória, segundo Ricketts.
– Diagnóstico clínico e cefalométrico.
– Respiração bucal e maloclusão dentária.
• Anatomia
• Análise dinâmica das arcadas dentárias.
• Cefalometria radiológica
– técnica de tomada das telerradiografias de perfil e ântero-posterior da cabeça.
– Anatomia radiológica da cabeça e pescoço.
– Determinação dos pontos cefalométricos. Traçado e medição dos fatores nos cefalogramas.
– Análise cefalométrica para uso clínico de Downs, Steiner e Tweed.
– Análise cefalométrica de Ricketts.
– Análise sumária dos 5 fatores para a determinação do tipo facial.
•Cálculo do VERT = quantidade de crescimento vertical da face.
– Emprego das normas visuais cefalométricas no diagnóstico ortodôntico.
• Bandagem e colagem dos aparelhos ortodônticos
• Crescimento e desenvolvimento facial.
• Visualização dos objetivos de tratamento (VTO), segundo Ricketts.
• Princípios da terapia Biobrogressiva.
– Princípios mecânicos.
– Princípios biológicos.
– Princípios cefalométricos.
• Forças usadas na mecânica bioprogressiva.
– Fisiologia da movimentação dentária.
– Controle das forças aplicadas através do mecanismo de pré-ativação dos arcos da mecânica bioprogressiva.
– Princípios de Storey, Smith e Lee.
– Ancoragem do osso cortical, muscular e tipologia facial.
• Biomecânica do materiais
• Mecânica ortodôntica bioprogressiva.
• Ancoragem extra-oral no tratamento bioprogressivo.
• Disjunção palatina.
• Tratamento bioprogressivo nas dentições decídua e mista.
• Extrações terapêuticas.
• Tratamento ortodôntico das agenesias dentárias.
• Diagnóstico diferencial e tratamento das classes III cirúrgicas.
• Tratamento ortodôntico dos dentes impactados.
• Ortodontia em pacientes adultos.
• Finalização e contenção ortodôntica.
• Distalizadores de molar;
• Finalização cosmética;
• Ajuste oclusal;
• Disfunção da ATM;
• Preparos ortodônticos para reabilitação protética;
• Histologia aplicada a odontologia;
• Materiais dentários;
• Oclusão;
• Emergências médicas em odontologia;
• Ética e legislação Odontológica;
• Metodologia;
• Bioética

Documentação ortodôntica:
A documentação ortodôntica é registro muito importantes sobre os pacientes atendidos durante o curso e, com esses registros, os alunos montarão os painéis de casos clínicos.

A documentação contém:
1. Fichas digitadas e montadas pela seqüência numérica;
2. Traçados cefalométricos (início, VTO, sobreposição, pós-tratamento e pós-contenção);
3. Radiografias;
4. Fotografias do paciente (face, intrabucais antes do tratamento, seqüência mecânica e término e pós contenção);
5. Ficha de procedimentos clínicos preenchida e vistada pelo professor;
6. Ficha de atendimento preenchida.

Material
Os materiais deverão ser trazidos sempre que solicitados
1- Para cefalometria deverá ser trazido sempre.
2- Alicates e fios deverão ser trazido a partir do quarto módulo que é quando começa as aulas práticas de confecção de arcos.
3- No sétimo módulo será iniciada a clínica de ortodontia, então a partir deste momento todo o material deverá ser trazido.

Trabalhos
Os alunos receberão atividades em todos os módulos que deverão ser entregues no prazo estipulado. Algumas destas atividades valerão nota e caso o aluno não entregue no prazo será descontado 1 ponto.

As atividades que valem nota são:
-Pasta de arcos
-Mesa clínica (aparelhos auxiliar para ancoragem)
-Seminário
-Painel
-Monografia
-Documentação ortodôntica

Monografia
A monografia é um trabalho de fundamental importância para a conclusão do curso. É a abordagem sobre um tema onde, após o levantamento das informações dos últimos 10 anos, faz-se uma discussão. O tema será fornecido no módulo 10 e então, o aluno desenvolverá o trabalho seguindo a seguinte seqüência: levantamento dos artigos, tradução, compilação das informações, estruturação da monografia e conclusão.

Fotografia
Os casos tratados na clínica deverão ser registrados com fotografias a cada mudança na mecânica ortodôntica. A princípio elas serão feitas pelos professores até que os alunos se preparem com uma máquina fotográfica ideal para registro intrabucal.

Média final
A média final para conclusão do curso é 7 (sete) e será calculada mediante a soma dos trabalhos, desenvolvimento na clínica e desempenho geral no curso. Avaliação de conhecimentos A cada 4 meses será feito uma prova. Elas serão discutidas no mesmo dia após seu término, esta correção imediata ajudará os alunos a consolidar as informações recebidas.

Avental Durante o atendimento na clínica será indispensável o uso do avental branco e limpo. Fornecermos o logotipo que deverá ser bordado.